China divulga “selfie” da Tianwen rumo à Marte

A Agência Espacial Chinesa divulgou no dia 1º de outrubro, imagens capturadas por uma pequena camera ejetada da primeira espaçonave do país que teve como destino o Planeta Vermelho. A foto mostra a sonda Tianwen 1 no espaço profundo à medida que se aproxima da metade de sua jornada a partir da Terra.

Duas lentes grande-angulares foram programadas para realizar uma captura a cada segundo. As imagens foram transmitidas de volta à espaçonave Tianwen 1 por um link de radio sem fio e assim, enviadas para as equipes em território chinês.

Nas imagens capturadas, podemos facilmente visualizar as asas do painel solar e a antena de comunicação em forma de prato da Tianwen 1. Na sessão branca, fica o módula de entrada e o escudo térmico, contendo um rover projetado para explorar a superfície de Marte. Além disso, claramente visível na espaçonave, há uma bandeira da China. A divulgação das imagens foi também um gesto comemorativo do 71º aniversário do Regime Comunista Chinês.

Imagem da câmera ejetada da espaçonave chinesa Tianwen 1 a caminho de Marte capturou esta visão da sonda no espaço profundo.
Crédito: China National Space Administration

Lançamento e pouso da Tianwen 1

A Tianwen 1 foi lançada no dia 23 de Julho, partindo do lançador da frota mais poderosa da frota do país. A espaçonave deve entrar na órbita marciana em fevereiro de 2021. Antes de seu pouso, a sonda espacial irá avaliar possíveis territórios propícios para pouso pelo período de dois a três meses. Então, em seguida irá liberar o módulo de pouso e o rover para a entrada na atmosfera do planeta.

O projeto foi elaborado para operar pelo período mínimo de 1 ano marciano, equivalente há aproximadamente dois anos terrestres. O rover movido à energia solar é composto por 6 rodas e tem expectativa de duração de ao menos 90 dias.

Assim como o rover Perseverance da NASA e o orbitador Hope dos Emirados Árabes, essa compõe uma das missões que tem como objetivo explorar o planeta. A exploração consiste em estudos do solo, magnetosfera, atmosfera e clima de Marte. Com o sucesso da missão, a China será o 3º país a realizar um pouso em Marte, seguindo a União Soviética e os Estados Unidos.

Tianwen 1 a caminho de Marte.
Crédito: China National Space Administration

  • Post last modified:08/10/2020
  • Reading time:3 min(s) read