New Shepard testará novas tecnologias em lançamento nesta quinta-feira

O próximo lançamento do novo impulsionador Shepard testará tecnologias-chave com a NASA para o retorno à Lua. Esta será a 13ª missão New Shepard, sendo o 7º vôo consecutivo deste veículo em particular. O recorde demonstra a eficácia da sua reutilização operacional.

A missão New Shepard da Blue Origin (NS-13) planeja decolar no dia 24 de setembro, às 12h, horário de Brasília. As condições do clima apresentam-se favoráveis até o momento.

A demonstração do sensor de pouso lunar irá testar tecnologias de precisão de pouso, útil para futuras missões à Lua, em apoio ao programa Artemis. O experimento irá verificar como sensores, computadores e algoritmos trabalham em conjunto. Ao determinar a localização e a velocidade de uma espaçonave a medida que se aproxima da Lua, é possível que um veículo pouse autonomamente na superfície lunar dentro de 100 metros de um ponto designado.

O impulsionador New Shepard pousa após seu 6º voo consecutivo, em 11 de dezembro de 2019.
Crédito: Blue Origin

As tecnologias podem permitir que futuras missões, tanto tripuladas quanto robóticas, tenham como alvo locais de pouso que não eram possíveis em missões anteriores. Portanto, um pouso de alta precisão permitirá a exploração lunar de longo prazo e futuras missões a Marte.

Este é o primeiro de 2 voos que serão realizados como teste para tecnologias de pouso lunar, garantindo maior segurança e sucesso para missões no programa Artemis. O NS-13 faz parte do processo de redução de risco para testar esses tipos de sensores para missões futuras.

Missão New Shepard da Blue Origin e o Programa Artemis da NASA

Como parte do programa Artemis Human Landing System da NASA, a Blue Origin também está liderando a equipe nacional, composta por Lockheed Martin, Northrop Grumman e Draper, para desenvolver um sistema de pouso humano para retornar os americanos à superfície lunar. A tecnologia do Blue Origin Descent Element que leva os astronautas à superfície lunar é derivada das capacidades de pouso autônomo desenvolvidas para o programa New Shepard.

O New Shepard voou com mais de 100 cargas úteis para o espaço em 10 voos sequenciais. As cargas úteis a bordo do NS-13, incluem experimentos do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, do Southwest Research Institute, da NASA Flight Opportunities, do Space Lab Technologies, da Universidade da Flórida, da Space Environment Technologies e da mu Space Corp.

Contudo, também estarão a bordo dezenas de milhares de cartões-postais da organização sem fins lucrativos da Blue Origin, Club for the Future, alguns dos quais incluirão um selo especial Artemis da NASA.

Novo impulsionador Shepard em teste no local de lançamento da Blue Origin no oeste do Texas.
Crédito: Blue Origin

Acompannhe aqui o lançamento ao vivo!

  • Post last modified:24/09/2020
  • Reading time:3 min(s) read