Velocidades da Starlink da SpaceX são revelados de forma anônima por usuários Beta no Redditt

Os usuários do serviço beta de banda larga via satélite Starlink da SpaceX estão obtendo velocidades de download que variam de 11 Mbps a 60 Mbps, conforme os testes orientados através da speedtest.net, da Ookla. Os testes apresentam velocidades de upload com variação de 5 Mbps a 18 Mbps.


Conduzidos nas últimas duas semanas, estes mostraram latências ou taxas de ping variando de 31 ms a 94 ms. Este não é um estudo abrangente das velocidades e latência do Starlink, portanto não está claro se é isso que os usuários devem esperar quando os satélites estiverem de fato implantados e o serviço comercialmente disponível.

SpaceX Starlink
Crédito: SpaceX

Novos Testes

Em novos testes, alguns usuários do Starlink obtiveram latência ainda menor de 21ms e 20ms. Os testadores beta devem assinar acordos de não divulgação, sendo assim, esses testes de velocidade podem ser um dos únicos vislumbres que temos do desempenho no mundo real durante os testes. Foram divulgados de forma anônima no Reddit.

“Uma vez totalmente otimizado por meio da implantação final, o sistema será capaz de fornecer alta largura de banda (até 1 Gbps por usuário), serviços de banda larga de baixa latência para consumidores e empresas nos Estados Unidos e em todo o mundo.” disse a SpaceX à Federal Communications Commission (FCC). A SpaceX lançou cerca de 600 satélites até agora e tem permissão da FCC para lançar cerca de 12.000.

Ainda que 60 Mbps não seja um gigabit, está no mesmo nível de algumas operadoras em internet de cabo e é muito maior do que as velocidades oferecidas por muitos serviços DSL nas áreas rurais onde a SpaceX provavelmente terá muito interesse. A empresa planeja até 5 milhões de assinantes de Internet doméstica nos Estados Unidos.

Latência SpaceX Starlink

“Nossa meta é a latência abaixo de 20 milissegundos, para que alguém possa jogar um videogame de resposta rápida em um nível competitivo.” disse Elon Musk, CEO da SpaceX.

Elon Musk, CEO da SpaceX
Crédito: SpaceX

Os satélites Starlink da SpaceX estão atualmente em órbitas baixas da Terra de 540 km a 570 km. Sendo assim, são capazes de latência muito mais baixa do que os satélites geoestacionários, que orbitam a cerca de 36.000 km de altitude. Segundo documentos da Ookla, ping e latência são a mesma coisa nos testes de velocidade. São medidos o tempo de ida e volta em milissegundos quando um dispositivo envia uma mensagem a um servidor e uma resposta é enviada pelo mesmo.

Conforme a FCC, a latência de uma rede de satélites consiste no atraso de propagação. Portanto, é o tempo que uma onda de rádio leva para viajar do satélite à superfície da Terra. O atraso de processamento, consiste no tempo em que leva para a rede processar os dados. Os satélites de banda larga tradicionais que usam órbitas geoestacionárias têm latência medida pela FCC de cerca de 600 ms.

As 35 melhores cidades do mundo para jogos online têm taxas de ping de 8 a 28 ms, disse um relatório da Ookla. Os testes de latência são afetados pela distância entre o usuário e o servidor. Os testes Ookla revelados no Reddit mostraram ir para servidores em Los Angeles e Seattle. Os da SpaceX estão programados para o norte dos Estados Unidos e sul do Canadá.

  • Post last modified:18/08/2020
  • Reading time:3 min(s) read