NASA ainda procura fonte do vazamento de ar na ISS

A origem do pequeno vazamento de ar na Estação Espacial Internacional ainda não teve sua origem identificada. Esta foi a 2ª vez que a tripulação da ISS ficou confinada a um único módulo Zvezda em um esforço para rastrear o vazamento.

A tripulação da Expedição 63 do astronauta da NASA Chris Cassidy e dos cosmonautas Anatoly Ivanishin e Ivan Vagner da Roscosmos permaneceu no interior do módulo do segmento russo da estação da noite de 25 de setembro até a manhã de 28 de setembro.

As escotilhas entre outros módulos do estação foram fechadas em um esforço para identificar qual delas tem um vazamento de ar pequeno, mas não crítico.

O astronauta da NASA Chris Cassidy utilizando um detector de vazamento ultrassônico na tentativa de encontrar a fonte do pequeno vazamento de ar na Estação Espacial Internacional.
Crédito: Astro_SEAL

O último teste, entretanto, apresentou configurações ligeiramente diferentes nos segmentos dos EUA e da Rússia, embora não haja maiores detalhes sobre estas. Contudo, o vazamento não representa risco para a tripulação ou para a própria estação.

Os controladores da estação espacial aproveitaram um período relativamente silencioso na estação na tentativa de localizar o vazamento, que foi detectado pela primeira vez há um ano.

A permanência em um único módulo torna-se mais fácil devido ao fato de somente 3 tripulantes estarem à bordo. Além disso, nenhuma espaçonave visitou a estação desde a partida de um veículo de carga HTV em 18 de agosto.

Aumento do tráfego à ISS

Porém, a espaçonave de carga NG-14 Cygnus está programada para lançar em 1º de outubro. E nave partirá de Wallops Island, Virgínia, e chegar à estação no início de 4 de outubro. A missão marca o início de um mês muito movimentado de tráfego de veículos na ISS.

O tráfego inclui o lançamento de uma nova espaçonave Soyuz em 14 de outubro. Neste, estarão a astronauta da NASA Kate Rubins e os cosmonautas da Roscosmos, Sergey Ryzhikov e Sergey Kud-Sverchkov a bordo. Em seguida, haverá o desacoplamento da Soyuz atualmente na estação 21 de outubro retornando Cassidy, Ivanishin e Vagner.

Um SpaceX Crew Dragon está agendado para lançamento em 31 de outubro. Nele, estarão os astronautas da NASA Michael Hopkins, Victor Glover e Shannon Walker e o astronauta da JAXA Soichi Noguchi. Com isso, a tripulação será na estação será composta por 7 pessoas. A NASA trabalha nas operações de lançamento e pouso da Soyuz, garantindo o fechamento de todos os trabalhos abertos antes do lançamento do Crew-1.

  • Post last modified:29/09/2020
  • Reading time:3 min(s) read