Furacão Laura é observado da Estação Espacial Internacional

O Furacão Laura pode ser observado da Estação Espacial Internacional. O comandante da NASA, Chris Cassidy, compartilhou as imagens que foram capturadas diretamente da ISS. A tempestade pode ser havistada a medida que se estendia pelo Golfo do México em direção à Louisiana.

O ciclone alcançou categoria 4 na escala de força. A escala é a penúltima maior em termos de intensidade.

Os tripulantes que estão a bordo da ISS desde os últimos 2 meses até o momento, têm seu retorno previsto para outubro de 2020. A equipe voltará para a Terra na cápsula russa Soyuz, após a chegada de 3 novos membros à Estação Espacial Internacional.

Registros do Furacão Laura

Crédito: NASA/Chris Cassidy
Crédito: NASA/Chris Cassidy

Vale ressaltar a importância crucial dos satélites, que gravitando no espaço tornam possível o recebimento deste tipo de informação. Deste modo, os satélites artificiais são capazes de medir temperatura e humidade do ar, identificando acúmulos de nuvens e tempestades e trazendo registros de imagem.

O olho do tornado pode ser facilmente identificado nas fotos compartilhadas pelo astronauta Chris Cassidy.

Medidas de proteção tiveram que ser adotadas pela administração do estado da Louisiana, que foi devastado em 2005 pelo Furacão Katrina. O Katrina atingiu a categoria 5, a máxima em escala de força. Com o Furacão Laura, 80% do seu território de Nova Orleans foi inundado e mais de mil mortes foram registradas. Cerca de 620 mil pessoas receberam ordens de retirada obrigatória de suas residências.

Crédito: NASA/Chris Cassidy

  • Post last modified:28/08/2020
  • Reading time:2 min(s) read