Mourão sobre negociações com europeus: Amazônia

Por diversos sites, blogs, portais e jornais temos encontrado o acalorado tema sobre Mourão, negociações com europeus e desmatamento da Amazônia. No entanto, uma fala me chamou mais a atenção.

“Só no ano que vem, quando vai passar o satélite de novo, vamos poder comprovar que nossos esforços para reduzir o desmatamento na Amazônia surtiram efeito. Até lá, é conversa de bêbado: eles dizendo uma coisas e nós argumentando outras”, disse o vice-presidente do Brasil à coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Incêndios no Brasil | Amazônia em 13 de agosto de 2019. NASA Earth Observatory images por Lauren Dauphin

Algumas perguntas surgem:

  1. Mourão realmente disso isso?
  2. Como podemos checar a veracidade?
  3. Caso seja verdadeiro, está correta a informação passada por Mourão?

Em resumo, essas são as perguntas que me motivaram a fazer o vídeo. Assista!

Sistemas DETER e PRODES

Certamente, duas siglas importantes estão sendo constantemente citadas na internet por causa do desmatamento na Amazônia. O DETER e o PRODES. Primeiramente, ambos são projetos, sistemas de monitoramento da Amazônia. Não são satélites! O que eles fazem é utilizar dados produzidos por satélites. Em segundo lugar, quais satélites são utilizados por esses sistemas? O DETER já utilizou dados do sensor MODIS (Moderate-Resolution Imaging Spectroradiometer) que é um instrumento do satélite Terra, da NASA.

No entanto, o DETER também utiliza dados dos CBERS (China-Brazil Earth-Resources Satellite). Em síntese, esses sim são satélites brasileiros, embora, em uma parceria com a China.

Sob o mesmo ponto de vista, o PRODES utiliza imagens dos satélites LANDSAT, também da NASA. Na verdade, é um projeto conjunto entre a USGS e a NASA para monitoramento, observação e imageamento da Terra. Além disso, o PRODES já trabalhou com o CBERS mas também com os IRS (Indian Remote Sensing) da Índia e o UK-DMC 2 (United Kingdom Disaster Monitoring Constellation) do Reino Unido. Como resultado, PRODES produz as chamadas Taxas Anuais de desmatamento da Amazônia Legal, desde 1988.

Resumo do vídeo sobre Mourão e Amazônia

Em suma, como dito no vídeo, não encontrei fontes em que eu pudesse verificar que Mourão realmente tenha dito algo sobre satélite que passa uma vez por ano para investidores europeus em negociações sobre a Amazônia. Todas as notícias apontam para o blog do Lauro Jardim no GLOBO. No entanto, vamos acertar aqui que independente de ter falado ou não, me parece razoável, talvez, uma confusão entre órbita de satélite, taxa anual de desmatamento e período de revisitação. Sobre tudo, caso tenha sido algo falado em alguma rápida entrevista por vídeo ou voz. Além disso, atire a primeira pedra, caso você jamais tenha falado alguma bobagem em entrevista ao vivo.

Alguns dados de alguns satélites que fizeram imagens para Amazônia

SatéliteAltitude (apogeu em Km)InclinaçãoPeríodo Orbital (minutos)
Terra (EOS AM-1)710.698.21°98.8
LANDSAT 870398.22°98.8
CBERS 478198.54 100.3
IRS-P288198.68°98.7
Dados retirados do site Heavens Above e Gunter’s Space Page

Concluindo, nenhum dos satélites possui período orbital de um ano, isto é, para completar uma volta em torno da Terra. Além disso, conforme apontado no vídeo, é importante lembrar que existe o Período de Revisitação dos instrumentos no satélite.


Leia este estudo: https://pt.slideshare.net/FelipeHime/improved-monitoring-of-rainforests-helps-pierce-haze-of-deforestation

Estudo científico sobre o DETER: https://ieeexplore.ieee.org/document/7128317

Vocês deveriam conhecer o TerraBrasilis: http://terrabrasilis.dpi.inpe.br/en/home-page/

  • Post last modified:14/07/2020
  • Reading time:4 min(s) read